Para Onde o Vento Me Levar... Vou VOANDO...
Sexta-feira, 11 de Maio de 2007
Sighişoara

 

A minha querida Bela ficou comigo até domingo. Assim, decidimos aproveitar o fim-de-semana para ir até Sighişoara (lê-se Siguichoara), que fica quase no coração da Transilvânia...

 

 

Durante o século XII, comerciantes e artesão alemães, conhceidos como os Saxões da Transilvânia, foram convidados para Sandova pelo Rei da Hungria para ali se instalarem e defederem as fronteiras do Reno.

Em 1280, Sighişoara era conhecida pelo nome em Latim Castrum Sex e em 1298 pelo nome Saxão Schespurch resp. Schaesbrich. No ano de 1337 Sighişoara tinha-se tornado numa cidade de Reis!!

A cidade desempenhou um papel estratégico e comercial importante nos limites da Europa Central durante séculos. Sighişoara tornou-se numa das cidades mais importantes da Transilvânia. Os alemães dominavam a economia local e construiram as várias fortificações que protegiam a cidade...

 

Beautiful Sights

 

 

Turnul cu Ceas

 

Antigamente era a entrada principal da Citadela. Construída em 1556, os seus 64m de altura são hoje o Museu de História.

 

 

O relógio data de 1648, é constituído por figuras de 80cm  talhadas em madeira que representam uma personagem do panteon Saxão.

Por cima encontram-se sete figuras, cada uma representa um dia da semana.

 

 

 

 

Scara Acoperitã

 

Os 172 degraus cobertos por um telhado de madeira, com a módica idade de 365 aninhos, são o percurso temporal para a gótica Biserica din Deal (Igreja na Colina), construída em 1345 no cimo de 429m... Em frente à porta principal fica o Cemitério Alemão, que transmite calma e paz no meio do verde.

 

Busto de Vlad Tepeş

 

Dracul para os amigos...

 

A magnifica anta deixada pelos anciãos que eu e a Bela encontrámos perdida numa das ruas de Sighişoara.

 

 

O sol começou a descer no céu... e depois de passearmos pelas ruas quase todas da Citadela, de entrar nas lojinhas, antiquários e passarmos os olhos pelas várias banquinhas de souvenires e de tentarmos fugir da cantora que ensaiava na Praça principal e que parecia estar a ser empalada em vez de estar a cantar, resolvemos ir jantar... na casa onde supostamente nasceu Vlad Tepeş em 1431 e que hoje é um restaurante.

 

Decididas e completamente no espiríto da coisa (há quem diga que foi influenciada pelo Dracul) começamos o jantar com um cocktail Bloody Mary, continuando com Galinha à Dracula (eu, porque a Bela resolveu embarcar no bife tártaro!!).

 

 

Despedimo-nos de Sighişoara às 8h50 da manhã de domingo, não sem antes tomar o pequeno-almoço no "café" da estação de comboios e de tentar comunicar com a única empregada do sítio que fingiu não nos ver porque não falava outra língua que não o romeno.

 

Menu: Sandwich calda de şunca şi caşcaval, também conhecida como "sandwich tourist".

 

Nota mental: nunca mais pedir cappuccino fora de Bucareste, servem uma chávena com a água utilizada para lavar o saco do café instantâneo... com um bocadinho de pseudo-espuma de leite...

 

Mal consigo esperar para voltar a viajar pela Transilvânia...

 


 




Sangrado por Vlada às 07:59
link do post | Morde! | favorito

2 comentários:
De Paulinha (a prima encaraculada) a 14 de Maio de 2007 às 12:30
bem isto sim sao fins-de-semana de diversão!!! Tens fartado de passear e ainda bem!!! é sinal que tas a aproveitar a vida! a epostagem fotográfica ta muito boa e também muito informativa. Mais um pouco de cultura romena n faz mal a ninguém! :)

agr veremoss se eu ai for no verão se a menina me leva a passear tb :P lol

mega bjoooooooo da priminha

p.s.- blood mary? se vens para ca vampira apanhas... :P


De Luís Lavado - Irmão Xatinho a 18 de Maio de 2007 às 21:20

Tb kero... Tb kero... Tb kero...Tb kero...Tb kero...Tb kero...Tb kero...Tb kero...Tb kero...

Eu tb kero morder o Drácula... Os meus caninos tb dão, eu sei k sim. TRINCA TRINCA

Kando ai for tb kero, tb kero, tb kero, ñ sei o k mas kero, só sei k kero.


Morde outra vez!

Sobre Vlada
To put meaning in one's life may end in madness,
But life without meaning is the torture Of restlessness and vague desire - It is a boat longing for the sea and yet afraid. By Edgar Lee Masters
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Soft Moments
free music
moonlight...
CURRENT MOON
Últimos escritos

to all my readers and vie...

Em Espírito Natalício

Crazy Loop

Segunda-feira de Manhã no...

Citadela Medieval de Raşn...

1 de Decembrie

Castelul Bran

Living in the dark

Perspectivas...

Overheard!

Uma Gota de Chuva na Cara

With the sun in the tip o...

Riddles... part II

It's raining Cats and Dog...

Centro de Língua Portugue...

Finalmente...

Notas Dietéticas

Wristcutters - a Love Sto...

Discussões Botânicas

Dança das Estrelas

Riddles...

frase de segunda-feira

Não faças um rascunho da vida,
podes não ter tempo de a passar a limpo...
On my MP3
Pergaminhos

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

In my movie box
Rain, Snow or Sun?!?
WeatherReports.com
How many Eyes?
   
For my Friends...
To Suhl
Clica-me

todas as tags

Mordidelas Interessantes
procuras algo?
 
subscrever feeds