Para Onde o Vento Me Levar... Vou VOANDO...
Sexta-feira, 12 de Outubro de 2007
Quando é que se sabe...

... que realmente estamos nas entranhas da vivência duma cidade?

 

Quando se entra no metro de manhã, se olha à volta e se reconhece um rosto e se pensa "já fiz esta viagem com esta personagem mais vezes!!".

 

Quando se vai ao super e a senhora da caixa animadamente conversa com um rapaz e depois solta um "ah!" olhando com uma certa e determinada cumplicidade na minha direcção! E nem entendi do que raio eles falavam, quanto mais a conversa. Nada como sorrir nestas situações...

 

Quando já se pensa "hum, qual o caminho mais rápido para chegar à Libertatii Blvd?!"

 

Quando QUASE todos os dias me pedem informações no metro... mesmo estando eu de fones nos ouvidos a curtir uma musiquinha!!

 

Quando as filas, que perturbam o fluxo das pessoas nas estações de metro, para os fornettis e para as patisseries deixam de surpreender, principalmente à hora do pequeno-almoço.

 

Quando perguntas "então almoça-se?" e do outro lado respondem "sim, pipocas com fanta!".

 

Quando te apercebes que trocas os artigos numa frase - por mais pequena que seja, do género "doi spresso scurto" em vez de "doa spresso scurto"!

 

Quando aconchegas aquele lugarzinho onde se gosta de passar umas tardes "ah e tal, vamos ao Chocolat?!" e "Onde almoçamos hoje??! French Bakery ou Edgar's Pub?!"

 

Quando a vizinha do andar de baixo (que por acaso é uma das vizinhas mais simpáticas!) te vê a chegar, sorri e diz "Buna sera!" e quando o administrador do prédio (que é um senhor com uma certa idade) já te reconhece e diz "Hai hai!".


E o Outono cai em Bucareste... e ela vai ficando cada vez mais cinzenta... outra vez!


espelho-me: i dunno!
pautas: Mercedes Benz by Janis Joplin

Sangrado por Vlada às 17:44
link do post | Morde! | favorito

6 comentários:
De Marcio a 14 de Outubro de 2007 às 01:29
olá, adoro entrar aqui e sempre ver o que se passa a cada saida a cada dia com vc's ai em bucarest , sou brasileiro e estou em lisboa a alguns anos porém depois de ter me formado e não conseguindo coisas muito boas poraqui , penso em viajar agora, já com algumas economias em mãos penso seriamente em ir a bucarest , e minhas dúvidas quanto a ir não é pela cidade ou trabalho, mas como é a vida em bucarest , mas pelo visto vendo os amigos portugueses por este humilde blog a cada dia mais fico com vontade de arrumar a malas e ir logo, urgentemente, agradeço a imensas risadas que dou ao ver os post de vc's , bom, o que eu gostaria de saber, como é viver em bucarest no concreto ? a lingua ? como vc's se viram ai ?? abraços e parabens pelo blog, e aguardo atualizações (mais aventuras rsrsrs ) ok!!!


De Vlada a 16 de Outubro de 2007 às 16:08
Olá Márcio!
Ainda bem que gostas de espreitar o nosso dia-a-dia por Bucareste! E com ele gargalhar, porque nós fazemo-lo muitas vezes...
Bem, sobre Bucareste o que te posso dizer... esta é mesmo uma pergunta difícil! Confesso que temos sorte pelo grupo de portugueses que aqui se reuniu, apesar dos que voltam para Portugal e dos que chegam fresquinhos ainda com cheiro a mar :).
Não é a cidade mais simpática do mundo e nem sempre é fácil trabalhar com os romenos, mas até agora ninguém perdeu partes anatómicas.
A língua... digamos que não é propriamente fácil para aprender, têm sons e palavras do alfabeto que nós não utilizamos e, apesar da sua raíz latina, tem uma grande influência eslava. Mas até agora temos conseguido sobreviver, tanto para comprar comida como para comprar lençóis!
Se vens para fazer turismo... tens muito mais para conhecer para além de Bucareste... se vens para trabalhar, arregaça as mangas porque nem sempre os dias são cheios de rosas. Dá-te uma perspectiva da Europa e da história e evolução dum país.
Mas se quiseres saber mais e se quiseres perguntar coisas mais específicas podes sempre escrever para ana.lavado.c10@sapo.pt!
E podes crer que novas aventuras e gargalhadas virão!


De Sísifo a 14 de Outubro de 2007 às 12:22
Ora aqui vai o meu contributo sobre Viena:

Quando todos os dias se ajuda a mesma senhora a subir e descer a senhora com o carrinho de bébé no comboio

Quando a senhora da cantina já não diz apenas Mahlzeit! quando nos vê mas sim Grusse!

Quando falam connosco, não percebemos nada...mas sorrimos. E todos ficam contentes.

Quando já não nos surpreende o entusiasmo dos austríacos quando o almoço é Schintzel (aquilo é um panado! Um bom panado mas um panado!)

Quando nos pedem indicações no metro, também com os phones nos ouvidos...e conseguimos responder porque as linhas de metro e schnellbahn já não têm segredos

Quando percebemos que fazemos o trajecto de comboio para o trabalho com as mesmas pessoas (mesmo aquele homemzinho estranho com um velho saco de desporto e uma barba estranha, que nos faz lembrar um terrorista)

Quando sabemos exactamente quais os melhores kebabs da cidade

Quando saimos à noite com um grupo de pessoas que chegou aqui há um mês e somos capaz de indicar as melhores discos, bares, pubs e sítios para sair à noite

Quando já se conhecem as mil e uma formas de chegar a casa a pé (e o tempo que demora), dos mais variados locais, porque já fizemos todos eles muitas (mesmo muitas) vezes à noite (ok, a nightline existe mas são 30 minutos entre autocarros e a malta quer mais é ir dormir)

Quando se conhecem os semáforos e se sabe quando podemos passar sem perigo mesmo quando está vermelho (para grande espanto e indignação dos austríacos que esperam impreterivelmente que o "bonequinho" esteja verde)

Quando se sabe que vai começar a chover porque...começou a ventar!

Quando a senhora do tabak já sabe o que vais pedir: Marlboro bitte!


De Suc a 15 de Outubro de 2007 às 14:33
MMMMmmmmm Anescu, este teu postescu está-me a parecer um bocado saudosescu...é impressão minha ou andas a ficar nostálgica?

Será que os ovos estrelados com pipocas, fanta pasteis de bacalhau e arroz com mel te deram a volta a cabeça?

Mas afinal de contas, tu gostas de BATATAS?

O que aconteceu aquele menino com os pés pretos q uma vez vi perto de tua casa?

A tua roupa, tem secado bem na lavandaria?

Estas são algumas das minhas dúvidas que me assobram ao ler o teu post....e não é que, afinal de contas, o que eu gosto MESMO são faois???

Fico maluco qd o peixe hortaliça não pára de dar voltas no aquário...acho q o tempo está louco e o buraco do "ozónio" fritou os miolos dos tugas em bucareste...


De Vlada a 16 de Outubro de 2007 às 16:19
O teu peixe hortaliça dá voltas no aquário no sentido dos ponteiros do relógio ou ao contrário?? É que o meu peixe couve, que sofre desse mesmo mal, dá voltas no sentido dos ponteiros do relógio... diz ele que é para o tempo passar mais rapidamente porque todas as noites gosta põe as narinas de fora para sentir o cheiro dos faióis acabados de fazer!

Desengana-te caro Andresescu... não estou saudosescu nem nostalgisescu... só dou por mim a ver a mesma cara todas as belas sextas-feiras... uma cara com tanto sonescu como a minha!

Agora ando a variar... não é só fanta com pipocas, mas fornetti com coca-cola e strudel de mere com caracol de passas... ah pois que uma romenizada tem que se alimentar bem!

Batatas... batatas... batatas... ainda não sei... sou incapaz de me decidir e tou pior desde que tive a crise de identidade... afinal quem sou!??! Anescu, Anocas ou Anuska?!?

Questões... questões... questões... acho que o que preciso mesmo é duma limpeza espiritual e de ter dois dedinhos de prosa com a Solnado... Será que são múltiplas personalidades ou falarei com Jesus disfarçado!??!


De Suc a 16 de Outubro de 2007 às 16:37
Quem é a Solnado? Eis a minha grande questão!!!

Anescu, cuidado com os caracois...as vezes podes comer antenas e depois ficas a emitir rádio pela boca.

Já comeste ananás com casca? Experimenta, vais gostar, é CROCANTE!!!
Depois dá-lhe nas nozes...prepara os dentes pq a casca é um pouco dura. Vale q está carregadinha de vitaminas e vais-lhe chamar um FIGO!!!

Então arranjaste uma amiga no metrescu...estás ROMANIZADA cara amiga. Sofreste o processo de Romanização e não resististe...Já não és uma tuga de gema. Qq dia já não sabes ao que sabe um faiol...enfim, fico triste por isso.

Beijos e queijos, não exageres no licor de castanha com mel,

Suc.


Morde outra vez!

Sobre Vlada
To put meaning in one's life may end in madness,
But life without meaning is the torture Of restlessness and vague desire - It is a boat longing for the sea and yet afraid. By Edgar Lee Masters
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Soft Moments
free music
moonlight...
CURRENT MOON
Últimos escritos

to all my readers and vie...

Em Espírito Natalício

Crazy Loop

Segunda-feira de Manhã no...

Citadela Medieval de Raşn...

1 de Decembrie

Castelul Bran

Living in the dark

Perspectivas...

Overheard!

Uma Gota de Chuva na Cara

With the sun in the tip o...

Riddles... part II

It's raining Cats and Dog...

Centro de Língua Portugue...

Finalmente...

Notas Dietéticas

Wristcutters - a Love Sto...

Discussões Botânicas

Dança das Estrelas

Riddles...

frase de segunda-feira

Não faças um rascunho da vida,
podes não ter tempo de a passar a limpo...
On my MP3
Pergaminhos

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

In my movie box
Rain, Snow or Sun?!?
WeatherReports.com
How many Eyes?
   
For my Friends...
To Suhl
Clica-me

todas as tags

Mordidelas Interessantes
procuras algo?
 
subscrever feeds