Para Onde o Vento Me Levar... Vou VOANDO...
Segunda-feira, 25 de Junho de 2007
Blood Diamond

Neste domingo fui ao cinema com a Pat, a primeira vez que fui ao cinema nesta terra à beira-mar negro plantada! Numa sala de cinema assim a dar para o antigo.

Semelhanças: o ar condicionado no máximo do frio, o pedido para desligar o telemóvel.

Diferenças: o preço do bilhete (8lei = 3 €); a ausência de pipocas.

 

Fomos ver o único filme que passava no cinema studio "Blood Diamond".

A acção decorre em Serra Leoa, durante a guerra civil (1990's). Solomon Vandy, um pescador da tribo Mende, é capturado pelos rebeldes que lutam contra o governo e colocado para trabalhar nas minhas de diamantes, até ao dia em que encontra um diamante e decide escondê-lo. Por obra do destino, as tropas do governo atacam a mina.

Já na prisão, o mercenário Danny Archer toma conhecimento da existência do diamante e tenta iniciar uma parceria com Solomon Vandy.

O "resgate" do diamante muda a vida de ambos, na busca pela familia de Solomon e no desejo de Danny em abandonar África.

Com uma banda sonora excelente que acompanha os movimentos das duas personagens ao longo das magníficas paisagens africanas, com cenas dramáticas e violentas, comdiálogos acutilantes e sarcasmo negro em momentos cujo humor normalmente se esvai é um filme que recomendo, mas não para quem acabou de almoçar...

One of many quotes:

Danny Archer: So you're a fisherman, ha? What do you catch mostly?
Solomon Vandy: Fish.


espelho-me: maravilhada

Sangrado por Vlada às 07:42
link do post | Morde! | favorito

Sábado, 23 de Junho de 2007
Sauna turca...

... assim apelidei Bucareste nestes últimos dias!

Tem estado um calor infernal, numa cidade com tantos carros e com um trânsito tão caótico, o ar torna-se abafado e como está longe do mar humidade nem vê-la... ou melhor nem senti-la!

Quando preciso de sair do escritório para ir almoçar ou para ir a outro sitio qualquer perdido algures nesta cidade quase morro. Até o metro com as suas inexistentes saídas de ar é quente, abafado.

Eu posso jurar que até o asfalto fica mole... e segundo o zé, companheiro contacteante, ele já deixou a marca da sola do sapatito no asfalto à porta do prédio onde fica o escritório do ICEP...

2 conselhos: água termal e garrafinha de água...

Está decretado, nesta terra deixarei os meus sais minerais...


espelho-me: com calor!
pautas: Joe Cocker - Hot Town
Clica-me: ,

Sangrado por Vlada às 15:51
link do post | Morde! | favorito

Sexta-feira, 22 de Junho de 2007
Ilusão

Porque por vezes o que se quer e o que se deseja são impossíveis de alcançar... há que viver na doce ilusão de que tudo é perfeito, mesmo que isso signifique estilhaçar cristais e sangrar onde mais dói... mesmo sendo breve, mesmo sendo a última...

 


espelho-me: a meio do sonho...
pautas: Mad World
Clica-me: , ,

Sangrado por Vlada às 10:23
link do post | Morde! | Dentadinhas (1) | favorito

Quinta-feira, 21 de Junho de 2007
Quatro meses e nove dias

Uma certa e determinada pessoa, que permanecerá no anonimato, telefonou-me a protestar "então e eu?"

 

E porque realmente é mais que devido, quero acrescentar que sinto falta...

... da mousse de chocolate da minha mãe...

... de aparvalhar com o meu maninho...

... do mau feitio da minha primoca...

... das turras dos meus tios...

... do nervosismo do meu primo velho...

... do colo da minha Vovoca...

... das sopas da minha avó M. ...

... das viagens ao alentejo...

... de tomar café com a minha Lisa...

... das loucuras do TZ...

... de "karaokear" com a Nês, a Raquel e a Rita...

... de jantar com a Pandilha Cectense...

... das loucuras da IUT...

... de almoçar no Forno da Cidade com a Elsa...

... das maluqueiras do meu vizinho "vai à porta!!"...

Em suma...

... das gentes e dos lugares...

 


espelho-me: com saudadinhas

Sangrado por Vlada às 11:16
link do post | Morde! | Dentadinhas (1) | favorito

Sexta-feira, 15 de Junho de 2007
"Telegramail"

Hoje sinto-me assim, não que tenha acordado "triste, tristinha" foi mais com "sono, soninho", mas recebi um "telegramail"... que dizia "Tenho pensado em ti... Conta novidades daí da Roménia, quero saber tudo!!!!"

 


 

"por isso hoje eu acordei
com uma vontade danada
de mandar flores ao delegado
de bater na porta do vizinho
e desejar bom dia
de beijar o português da padaria"

 

 


espelho-me: desejos de delta

Sangrado por Vlada às 08:08
link do post | Morde! | Dentadinhas (1) | favorito

Quarta-feira, 13 de Junho de 2007
Timişoara

... The History...

... cidade fundada pelos Húngaros no século XIII, que ficou famosa em 1316 quando Charles Robert of Anjou ali construiu um Palácio e se auto-proclamou o Rei da Hungria (Károly Róbert).

Depois de estar sob o jugo dos Otomanos durante século e meio (1552-1716), a cidade tornou-se parte do Império Harsburgo, até ser instaurado o Tratado de Versalhes, que a tornou parte integrante da Roménia.

 

1989: Lásló Tokés, padre da Igreja Húngara, é colocado noutra paróquia devido aos seus discursos contra o regime. Para prevenir o seu "exílio" os paroquianos rodearam a igreja, em tal número que este protesto se transformou na famosa revolução de 1989 que culminou com o fim do regime de Ceauşescu.

 

Timişoara é a cidade dos parques e das igrejas... pode-se percorrer a cidade através dos inúmeros parques, cada um com o seu tema, que formam um agradável corredor verde nos dias quentes que se fazem sentir.


...The Journey...

... vamos aproveitar e viajar de noite já que são 8h de viagem?? Claro... melhor seria se não fosse o comboio a abarrotar de apoiantes do Rapid Bucureşti, alegres, barulhentos e doidos... ainda consegui dormir, mal e pouco mas consegui!!!!

Chegamos por volta das 8h da matina a mais uma estação em obras, com uma vontade louca de tomar um duche, lavar os dentes... toca de bater o pé até ao centro para encontrar um sitio onde dormir e outro onde comer...

Encontrámos o belo Hotel Victoria...



... Spots to see, details to fall in love with...

... a bela Piaţa Victoriei, ladeada pela Opera House e pela Catedral Ortodoxa Neo-Bizantina, com os seus belos jardins e as suas solarengas esplanadas... excelentes para passar uma tarde a bebericar uma limonada.

A Catedral Neo-Bizantina foi construída entre 1936 e 1946, a sua cúpula é das mais altas e a sua abóbada uma das mais largas com as quatro colunas ricamente decoradas com frescos representando os apóstolos, pintados pelo mestre local Anastasie Demian.

Em frente à Catedral encontra-se o Eroilor Revoluţiei din 1989, um memorial moderno em alumínio situado no meio dum pequeno jardim.



... caminhar ao longo da rua pedestre Str Alba Iulia, observar os inúmeros cafés e lojinhas e chegar à Piaţa Libertăţii . No centro o Monumento Saint John domina o local, mas também se pode conhecer o rei dos Dacia, pelo menos o busto...


... continuar até ao centro nevrálgico do que é considerada a “Velha Cidade”. Ergue-se perante os olhos do trauseunte com as suas igrejas, uma ortodoxa servia (1744-8) e outra católica romana (1736)... interessante como vivem frente a frente e têm os mesmos séculos de vida.

... no centro da piaţa está o Sf Treime, erguido em 1740 como forma de agradecimento pelo fim da peste bubónica que assolou Timişoara nos anos de 1738-9.

 


(católica romana)

... passeando pelas ruas sente-se que a Era Harsburgo está presente através dos seus edifícios belos e trabalhados. E não se pode deixar Timişoara sem passear pelos parques ou parar numa terasă para beber algo fresco...

... estava um calor abrasador enquanto andamos pelo Parcul Roselor (Parque das Rosas), muitas rosas, muito verde, muitos arbustos e muitos mosquitos...

 

 

... The night...

... “no name” com as suas bailarinas não exóticas e pouco vestidas, com o seu jardim, a sua piscina e as suas mesas e cadeiras onde nos recostámos e rimos às gargalhadas...





espelho-me: following the star

Sangrado por Vlada às 08:46
link do post | Morde! | favorito

Terça-feira, 12 de Junho de 2007
Quatro meses - Four months - Patru Luni...

12. Fevereiro.2007... 17h e uns minutos quaisquer... Chego a Bucareste ao entardecer...

Passaram 4 meses desde que cheguei a esta cidade, com as suas ruas de prédios iguais, com os seus passeios incertos, com as pessoas que não se desviam, com as suas inúmeras Casas Fornetti, com a inexistência de caixotes do lixo, mas com os seus locais cosmopolitas onde se passam bons momentos na amena cavaqueira regada de gargalhadas...

4 meses...

... e sinto falta dos meus estores, de acordar na escuridão doce que não me fere os olhos

... e sinto falta da minha cama de ferro e do seu colchão reparador

... e sinto falta dos móveis onde posso arrumar as minhas tralhas todas, os meus livros

... e sinto falta das pastelarias e dos belos cafés portugueses, do prato do dia e da sopa de legumes

... e sinto falta do bacalhau e do peru, no país onde quase não existe peixe e onde o prato mais apreciado é porco!

... e sinto falta do peixe no forno que o meu pai faz aos fins-de-semana

... e sinto falta do metro e das chocolateiras que apanho a caminho de Lisboa

... e sinto falta da gelatina Royal... parece estúpido mas é verdade

O importante é que vou ganhando anti-corpos...


espelho-me: Saudosa
pautas: António Variações - Estou além

Sangrado por Vlada às 08:40
link do post | Morde! | Dentadinhas (3) | favorito

Sexta-feira, 1 de Junho de 2007
Dia Mundial da Criança

Nascimento:

Em 1950 a Federação Democrática Internacional das Mulheres propôs às Nações Unidas que se criasse um dia dedicado às crianças de todo o mundo, o qual foi comemorado a 1 de Junho desse mesmo ano.

A 20 de Novembro de 1959, várias dezenas de países que fazem parte da ONU aprovaram a "Declaração dos Direitos da Criança".

 


 

Príncipio 7 (?) 

"Toda a criança tem direito a receber educação primária gratuita, e também de qualidade, para que possa ter oportunidades iguais para desenvolver as suas habilidades.
E como brincar também é uma boa maneira de aprender, as crianças também têm todo o direito de brincar e de se divertir!"


"Lembras-te quando corríamos pelos montes e a nossa única preocupação era chegarmos a horas para o lanche?

Ou do tempo em que uma almofada de toalha de praia era um barco que enfrentava qualquer onda no mar que se estendia à nossa frente?

Ou quando chovia e as galochas se enchiam de água?

Ou das tardes solarengas passadas a jogar a criatividade, a energia, as gargalhadas, a diversão pelo asfalto da rua silenciosa?

Dos tachos e panelas, das bonecas, das roupas, das bolotas, da mata, dos arbustos, dos caminhos percorridos, calcados, manuseados pelas nossas mãos então pequeninas, vistos pelos nossos olhos então ainda tão rosa, pela nossa ingenuidade então ainda tão enraizada.

As colibri e o Tom Sawyer, o Verão Azul e a lambada, as bombocas e o algodão doce, o jogo do elástico e o limão, os baralhos de cartas e as suas imensas possibilidades, os ondachoc e os ministar, os discos de vinil e as cassetes audio.

E de quando nos obrigavam a dormir a sesta e se perdiam horas de brincadeira...


E o mundo que parecia tão alto, tão grande, com tanto por explorar...

E o tempo que parecia esticar e esticar e esticar...


A minha pele ainda carrega as cicatrizes desses dias loucos sem consequências..."

by Vlada

Para todos os que estiveram lá e permaneceram...

 

 

 


espelho-me: nostálgica
pautas: Ana Faria e os Queijinhos Frescos

Sangrado por Vlada às 11:59
link do post | Morde! | Dentadinhas (7) | favorito

Sobre Vlada
To put meaning in one's life may end in madness,
But life without meaning is the torture Of restlessness and vague desire - It is a boat longing for the sea and yet afraid. By Edgar Lee Masters
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Últimos escritos

to all my readers and vie...

Em Espírito Natalício

Crazy Loop

Segunda-feira de Manhã no...

Citadela Medieval de Raşn...

1 de Decembrie

Castelul Bran

Living in the dark

Perspectivas...

Overheard!

Uma Gota de Chuva na Cara

With the sun in the tip o...

Riddles... part II

It's raining Cats and Dog...

Centro de Língua Portugue...

Finalmente...

Notas Dietéticas

Wristcutters - a Love Sto...

Discussões Botânicas

Dança das Estrelas

Riddles...

frase de segunda-feira

Não faças um rascunho da vida,
podes não ter tempo de a passar a limpo...
Pergaminhos

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Clica-me

todas as tags

Mordidelas Interessantes
procuras algo?
 
subscrever feeds