Para Onde o Vento Me Levar... Vou VOANDO...

Domingo, 22 de Abril de 2007
Ao longo do Danúbio

 

Breve o dia

 

Breve o dia, breve o ano, breve tudo.

Não tarda nada seremos.

Isto, pensado, me dá a mente absorve

Todos mais pensamentos.

O mesmo breve ser da mágoa pesa-me,

Que, inda que mágoa, é vida

Ricardo Reis

 


 Cada dia sem gozo não foi teu

 

Cada dia sem gozo não foi teu

Foi só durares nele. Quanto vivas

Sem que o gozes, não vives.

Não pesa que amas, bebas ou sorrias:

Basta o reflexo do sol ido na água

De um charco, se te é grato.

Feliz o a quem, por ter em coisas mínimas

Seu prazer posto, nenhum dia nega

A natural ventura!

Ricardo Reis

 

  

 

 


 

  


  

 

 

No Magno Dia

No magno dia até os sons são claros. 
Pelo repouso do amplo campo tardam. 
Múrmura, a brisa cala. 
Quisera, como os sons, viver das coisas 
Mas não ser delas, consequência alada 
Em que o real vai longe. 

Ricardo Reis

 

 

... The woods are lovely, dark and deep,

But I have promises to keep,

And miles to go before I sleep,

And miles to go before I sleep.

Robert Frost

 


 

 

 


espelho-me: So happy I felt
pautas: Vamos Fugir - skank
Clica-me: , , ,

Sangrado por Vlada às 09:55
link do post | Morde! | favorito

Sobre Vlada
To put meaning in one's life may end in madness,
But life without meaning is the torture Of restlessness and vague desire - It is a boat longing for the sea and yet afraid. By Edgar Lee Masters
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Últimos escritos

Ao longo do Danúbio

Não faças um rascunho da vida,
podes não ter tempo de a passar a limpo...
Pergaminhos

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Clica-me

todas as tags

Mordidelas Interessantes
procuras algo?
 
subscrever feeds