Para Onde o Vento Me Levar... Vou VOANDO...

Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007
Segunda-feira de Manhã no Metro de Bucareste...

... é o desespero ou a loucura ou a gargalhada pegada!

 

Todos os dias de manhã apanho o metro em Obor, estação de metro perto da minha casa, saio na estação da Piaţa Victoriei e troco de linha em direção à Piaţa Unirii.

As estações são enormes, mas o conceito de mobilidade foi a modos que esquecido...

Ontem, segunda de manhã sonolenta, cheguei à Piaţa Victoriei e qual não é o meu espanto quando fico parada... no verdadeiro sentido da palavra, porque as pessoas que desciam não deixavam subir as pessoas que subiam e as pessoas que subiam não deixavam descer as pessoas que desciam... uff! Complicado...

A coisa até se compunha, se no momento em que o meu metro chegou não tivesse chegado o que vem em sentido contrário e não tivessem chegado os da linha azul...

 

E eu ali, parada, com os olhos arregalados, a tentar não ficar de boca aberta porque era chato, a sorrir quando comecei a ver braços esticadinhos a tirar fotografias à massa de gente que se tentava deslocar ora escada acima ora escada a baixo. De doidos!

Ao menos despertei... o sono que sentia desapareceu escada acima onde eu não o consegui alcançar, os olhos deixaram de ter uma fenda pálpebral de 5mm, tirei os óculos escuros e os fones dos ouvidos... esquece a músiquinha... atenta aos romenos que berravam e cuja linguagem eu entendia na perfeição... ou o sono aperfeiçoou o meu romeno ou ele está realmente "bonzinho"...

"dar e ilogic"

"mai rare che metrou"

"dreapta a sos, stanga a jus... ve rog frumos"

Eh lá... a loucura estava instalada... os metros continuavam a chegar, as pessoas continuavam a mover-se em passo de caracol, um único romeno bom samaritano subia e descia as escadas a gritar ordens e a ajudar o fluxo de pessoas, braços desconhecidos no meio da multidão continuavam a flashar a massa humana. E eu ali... piquinina... com uma vontade de rir dificilmente controlável... Só não berrei "cheguei ao primeiro degrau" quando cheguei ao primeiro degrau porque ninguém me iria entender...

 

Moral da história: percurso que normalmente faço em 30min fiz em 55min e fiquei 20min a andar a passo de caracol a observar o movimento ascendente e descendente da massa humana bucarestense pela manhã.

TiR!!

 





espelho-me: abismada
pautas: Bad Day by Daniel Podwer

Sangrado por Vlada às 17:06
link do post | Morde! | favorito

Terça-feira, 27 de Novembro de 2007
Overheard!


Small pearls of New York conversations... right here.


A little token for your high spirits:

Guy: Is it just me, or does being sick make you really horny?
Girl: I'm pretty sure it's just you.
Guy: Oh. Well that may be because I'm just really horny all the time.
Girl: Then get away from me and watch some pornos.
Guy: I don't think that's the remedy I had in mind.
Random guy: There's no shame in masturbating, my brotha. It's totally natural. Hell, I do it all the time. I just did it five minutes ago in the Starbucks bathroom.
Girl: Run!


espelho-me: Gargalhando
pautas: New York New York

Sangrado por Vlada às 10:35
link do post | Morde! | Dentadinhas (2) | favorito

Terça-feira, 6 de Novembro de 2007
Notas Dietéticas

O nutricionista recomenda:


Para uma alimentação saudável, coma homens de fibra!


(procure na loja de produtos naturais mais próxima)

(efeitos secundários ainda não observados/verificados)



espelho-me: fibrosa!!
pautas: It's rainning men by Aretha Franklin

Sangrado por Vlada às 12:07
link do post | Morde! | Dentadinhas (10) | favorito

Sexta-feira, 2 de Novembro de 2007
Discussões Botânicas

Cenário: restaurante chinês, o mais ocidentalizado possível

Banda sonora: Gothan Project
Cardápio: clepes e clepes e outros que tais à moda chinesa... ah e molho de soja!

Intervenientes: os mesmos 3 da discussão etimológica.

... algum nevoeiro...

I - Da última vez que fui a Lisboa comi uma pizza com figos, era diferente, nem molho de tomate tinha...

II - Figos!

III - Hum, eu acho que não ia gostar, não curto lá muito fruta na comida.

II - Então e o TOMATE?

Dois pares de olhos arregalados e uns sorrisos/gargalhadas...

III & I - O tomate é um legume!

II - Não, o tomate é um fruto.

III - Então o que há de sobremesa? Saladinha de fruta... com tomate!

I - Então, assim os pimentos também são frutos?

II - É provável, não tenho a certeza mas são capazes de ser.

I - E os pepinos?

II - Hum, capaz!

III - Desculpa, mas o tomate é um legume.

II - Não, é um fruto.

I - Um legume.

II - Um fruto.

III & I - Então porquê?

II - Pois,... agora não me lembro da explicação mas tenho a certeza que o tomate é um fruto!

I - Então e as ervilhas?

II - As ervilhas são leguminosas...

III - Pois!

Clepes time...

E afinal... o tomate é um fruto ou um legume?...

Só para ter um argumento plausível e realmente provar que não estava a alucinar, cheguei a casa e wikipediei (do verbo wikipediar) TOMATE!

"O tomate (do náuatle tomatl) é o fruto do tomateiro (Solanum lycopersicum; Solanacease), embora impropriamente considerado como legume pelos leigos. De sua família, fazem também parte as batatas, as beringelas, as pimentas e os pimentões, além de algumas espécies não-comestíveis."

Isto quer dizer que alguns legumes são afinal frutos, mas os frutos nunca serão legumes e que os frutos continuam frutos e que as leguminosas continuam a nascer em vagens, mas que afinal são frutos do tipo legume?

MEDO!


espelho-me: atomatada
pautas: Triptico by Gothan Project

Sangrado por Vlada às 11:40
link do post | Morde! | favorito

Terça-feira, 23 de Outubro de 2007
E ainda a Etimologia... part II

Após a polémica conversa vermelho vs encarnado e preto vs negro, houve aqui quem questionasse  "Então o roxo e o lilás??"

Ora, após uma pesquisa profunda, que me levou a percorrer os caminhos estraordinários das chamadas Cores Primárias e que inevitavelmente me cuspiu para as ruelas povoadas pelas Cores Secundárias, e várias experiências coloridas depois, posso concluir o seguinte:

  • Que o Violeta e o Roxo são o nome duma mesma côr: o Violeta Roxo;
  • Que o Violeta Roxo é uma côr secundária, resultante duma noite louca entre as cores primárias Azul e Magenta;
  • Que o Lilás realmente existe, mas como resultado duma noite menos louca entre o Magenta e o Azul;
  • Que o Violeta Roxo e o Lilás são, digamos, cores irmãs mas com ADN's diferentes;
  • O Violeta Roxo tem mais Azul no sangue enquanto o Lilás tem mais Magenta.

É preciso ter cuidado... isto pode-se tornar confuso...

A minha vida nunca mais foi a mesma desde que me disseram que o vermelho não é encarnado e que o negro não é uma côr mas sim a ausência de luz... como o branco é a presença de luz....

Cruzes, acho que sinto uma câmbria cerebral...

Acho que vou viver por uns momentos a preto e branco, para acalmar as íris coloridas dos meus olhos arregalados!


espelho-me: arroxeadamente confundida!
pautas: True colours by Phill Collins

Sangrado por Vlada às 22:56
link do post | Morde! | Dentadinhas (2) | favorito

Quarta-feira, 17 de Outubro de 2007
Defecar bem e depressa: por aqui há muito quem!

Pergunta retórica: qual é o resultado da junção de uma professora de português e de dois membros do Gangescu, num jantar em que a fome é negra?

 

Principalmente após alguém dizer "Hoje ensinei a palavra cagar"?

 

Relembrar as várias expressões existentes na língua portuguesa para o acto de defecar! Vimo-nos em mãos com 7 magníficas expressões, cada uma com a sua personalidade e aplicável a certas e determinadas situações...

 

Divulgo aqui, com um certo orgulho, as 7 expressões maravilha para tal acto que se encontra entre o alívio e o prazer!!

 

Objectiva Fazer as necessidades
Poética Ser feliz
Delicada Ir à casa de banho
Romântica Soltar o calhau que há em ti
Hippie Sentir um chamamento da mãe natureza
Agressiva Arrear o calhau
Profissional Enviar um fax

 

E na sua opinião caro leitor:

 


espelho-me: razorsharp!

Sangrado por Vlada às 23:02
link do post | Morde! | Dentadinhas (10) | favorito

Sexta-feira, 5 de Outubro de 2007
Discussões Etimológicas

Após a noite de fados (sem vinho do porto!!), partimos em busca do Bellini para degustar um manjar italiano.

Visto que não se bebeu álcool e que se conversava sobre banalidades, gostava de saber como raio é que fomos parar neste tema que originou uma conversa no mínimo alucinada, que se pode chamar em duas palavras: Debate Etimológico.

I - Não é como vocês lá debaixo (percebe-se logo que esta pessoa foi nascida e criada mais para Norte do que para Sul) que dizem encarnado em vez de vermelho!

II - Desculpa, mas não é a mesma côr?

I - NÃO!

II e III - Não?!?!

III - Então qual é a diferença entre o vermelho e o encarnado?

I - O encarnado é mais alanranjado que o vermelho.

I e III - O quê?

(troca de olhares entre I e III com algumas gargalhadas reprimidas)

II - Muito bem, então o que me dizes em relação ao preto e ao negro?

I - O preto é uma côr e o negro não!

II - Então o que é o negro?

I - O negro é o escuro.

III - O preto é o negro russo.

(algumas gargalhadas depois)

III - Porque é que dizes isso?

II - Na minha opinião o negro não é uma côr!

III - Ah! Na tua opinião! Então deixa estar que amanhã vou enviar um mail para a Porto Editora para corrigirem os dicionários!!

Conclusão: que estupidez, como é que é possível ter uma conversa destas?!?

 

 



espelho-me: questionada

Sangrado por Vlada às 22:50
link do post | Morde! | Dentadinhas (5) | favorito

Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007
Gang do Escu!

O que é que acontece quando se juntam três pessoas a antidepressivos? Xanax, Prozac e Revivan?

Uma mistura explosiva!!


Um que passa a vida a dizer que o feijão encarnado se devia chamar feijão vermelho.

Outro que gosta de esbugalhar os olhos e dizer “mas eu não gosto de batataaaaaas” e acha que é uma boa desculpa para começar a escalar paredes!

Outra que tem mau-humor ao acordar ao fim de meia-hora dormida e faz de tudo para comprar ursus de berlin com vişine!


Ora, estes três outros resolvem ir visitar uma fundição onde se comem os melhores mici de toda a Roménia e se bebe a pior cerveja choca que já alguma vez não chegou a passar pelos esófagos dos três outros a antidepressivos. O ambiente torna-se cada vez mais propício ao aparvalhamento no seu estado mais puro...

E o resultado é o Gang do Escu aka GangEscu!



Dão-se alviceras a quem os conseguir encontrar!

(em caso de efeitos secundários por exposição prolongada ao GangEscu consulte o seu farmacêutico ou médico de família)

(em caso de desejar fazer uma inscrição no GangEscu é favor dirigir-se a um dos três fundadores e pagar uma módica jóia em forma de sopa de tomate com ovos escalfados)


espelho-me: aparvalhamento puro!
pautas: Vibração do ar

Sangrado por Vlada às 19:39
link do post | Morde! | Dentadinhas (3) | favorito

Sobre Vlada
To put meaning in one's life may end in madness,
But life without meaning is the torture Of restlessness and vague desire - It is a boat longing for the sea and yet afraid. By Edgar Lee Masters
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Últimos escritos

Segunda-feira de Manhã no...

Overheard!

Notas Dietéticas

Discussões Botânicas

E ainda a Etimologia... p...

Defecar bem e depressa: p...

Discussões Etimológicas

Gang do Escu!

Não faças um rascunho da vida,
podes não ter tempo de a passar a limpo...
Pergaminhos

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Clica-me

todas as tags

Mordidelas Interessantes
procuras algo?
 
subscrever feeds