Para Onde o Vento Me Levar... Vou VOANDO...

Sexta-feira, 2 de Novembro de 2007
Discussões Botânicas

Cenário: restaurante chinês, o mais ocidentalizado possível

Banda sonora: Gothan Project
Cardápio: clepes e clepes e outros que tais à moda chinesa... ah e molho de soja!

Intervenientes: os mesmos 3 da discussão etimológica.

... algum nevoeiro...

I - Da última vez que fui a Lisboa comi uma pizza com figos, era diferente, nem molho de tomate tinha...

II - Figos!

III - Hum, eu acho que não ia gostar, não curto lá muito fruta na comida.

II - Então e o TOMATE?

Dois pares de olhos arregalados e uns sorrisos/gargalhadas...

III & I - O tomate é um legume!

II - Não, o tomate é um fruto.

III - Então o que há de sobremesa? Saladinha de fruta... com tomate!

I - Então, assim os pimentos também são frutos?

II - É provável, não tenho a certeza mas são capazes de ser.

I - E os pepinos?

II - Hum, capaz!

III - Desculpa, mas o tomate é um legume.

II - Não, é um fruto.

I - Um legume.

II - Um fruto.

III & I - Então porquê?

II - Pois,... agora não me lembro da explicação mas tenho a certeza que o tomate é um fruto!

I - Então e as ervilhas?

II - As ervilhas são leguminosas...

III - Pois!

Clepes time...

E afinal... o tomate é um fruto ou um legume?...

Só para ter um argumento plausível e realmente provar que não estava a alucinar, cheguei a casa e wikipediei (do verbo wikipediar) TOMATE!

"O tomate (do náuatle tomatl) é o fruto do tomateiro (Solanum lycopersicum; Solanacease), embora impropriamente considerado como legume pelos leigos. De sua família, fazem também parte as batatas, as beringelas, as pimentas e os pimentões, além de algumas espécies não-comestíveis."

Isto quer dizer que alguns legumes são afinal frutos, mas os frutos nunca serão legumes e que os frutos continuam frutos e que as leguminosas continuam a nascer em vagens, mas que afinal são frutos do tipo legume?

MEDO!


espelho-me: atomatada
pautas: Triptico by Gothan Project

Sangrado por Vlada às 11:40
link do post | Morde! | favorito

Sobre Vlada
To put meaning in one's life may end in madness,
But life without meaning is the torture Of restlessness and vague desire - It is a boat longing for the sea and yet afraid. By Edgar Lee Masters
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Últimos escritos

Discussões Botânicas

Não faças um rascunho da vida,
podes não ter tempo de a passar a limpo...
Pergaminhos

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Clica-me

todas as tags

Mordidelas Interessantes
procuras algo?
 
subscrever feeds