Para Onde o Vento Me Levar... Vou VOANDO...

Terça-feira, 4 de Dezembro de 2007
Segunda-feira de Manhã no Metro de Bucareste...

... é o desespero ou a loucura ou a gargalhada pegada!

 

Todos os dias de manhã apanho o metro em Obor, estação de metro perto da minha casa, saio na estação da Piaţa Victoriei e troco de linha em direção à Piaţa Unirii.

As estações são enormes, mas o conceito de mobilidade foi a modos que esquecido...

Ontem, segunda de manhã sonolenta, cheguei à Piaţa Victoriei e qual não é o meu espanto quando fico parada... no verdadeiro sentido da palavra, porque as pessoas que desciam não deixavam subir as pessoas que subiam e as pessoas que subiam não deixavam descer as pessoas que desciam... uff! Complicado...

A coisa até se compunha, se no momento em que o meu metro chegou não tivesse chegado o que vem em sentido contrário e não tivessem chegado os da linha azul...

 

E eu ali, parada, com os olhos arregalados, a tentar não ficar de boca aberta porque era chato, a sorrir quando comecei a ver braços esticadinhos a tirar fotografias à massa de gente que se tentava deslocar ora escada acima ora escada a baixo. De doidos!

Ao menos despertei... o sono que sentia desapareceu escada acima onde eu não o consegui alcançar, os olhos deixaram de ter uma fenda pálpebral de 5mm, tirei os óculos escuros e os fones dos ouvidos... esquece a músiquinha... atenta aos romenos que berravam e cuja linguagem eu entendia na perfeição... ou o sono aperfeiçoou o meu romeno ou ele está realmente "bonzinho"...

"dar e ilogic"

"mai rare che metrou"

"dreapta a sos, stanga a jus... ve rog frumos"

Eh lá... a loucura estava instalada... os metros continuavam a chegar, as pessoas continuavam a mover-se em passo de caracol, um único romeno bom samaritano subia e descia as escadas a gritar ordens e a ajudar o fluxo de pessoas, braços desconhecidos no meio da multidão continuavam a flashar a massa humana. E eu ali... piquinina... com uma vontade de rir dificilmente controlável... Só não berrei "cheguei ao primeiro degrau" quando cheguei ao primeiro degrau porque ninguém me iria entender...

 

Moral da história: percurso que normalmente faço em 30min fiz em 55min e fiquei 20min a andar a passo de caracol a observar o movimento ascendente e descendente da massa humana bucarestense pela manhã.

TiR!!

 





espelho-me: abismada
pautas: Bad Day by Daniel Podwer

Sangrado por Vlada às 17:06
link do post | Morde! | favorito

Sobre Vlada
To put meaning in one's life may end in madness,
But life without meaning is the torture Of restlessness and vague desire - It is a boat longing for the sea and yet afraid. By Edgar Lee Masters
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Últimos escritos

Segunda-feira de Manhã no...

Não faças um rascunho da vida,
podes não ter tempo de a passar a limpo...
Pergaminhos

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Clica-me

todas as tags

Mordidelas Interessantes
procuras algo?
 
subscrever feeds